segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

ENCONTRO DA AFA

Caríssimos Sócios e Amigos da AFA,está previsto para acontecer no próximo dia 26 de março,o primeiro encontro da Associação da Família Almeida em 2011 ,e será realizado na Sociedade de Assistência aos Cegos(Instituto dos Cegos), localizada
na rua Pe. Anchieta 1400, esquina com Bezerra de Menezes. Contamos com a presença de
Todos para termos uma tarde de Congraçamento e Alegria em Família.
Em breve maiores informações.

A Diretoria

Solicitações de Informações

Caríssimos Sócios,
com o intuito de melhorar cada vez mais a comunicação da AFA com seus Membros, solicitamos a Todos que nos envie através do e-mail: vera.lp@hotmail.com (Vera-Secretária) as seguintes informações:

a) Retrato 3X4 (atualizado)
b) Nome completo :
c) Data do aniversário:
d) Endereço residencial:
e) Telefone residencial:
f) Local de Trabalho:
g) Terefone do trabalho:
h) Celular: (OI,TIM,CLARO,ETC.)
i) E-mail:

OBSERVAÇÃO: As informações devem ser enviadas de forma individual,ou seja,havendo vários sócios em um mesmo endereço, cada um deve enviar seu cadastro. As informações serão cadastradas para uso exclusivo da Associação da Família Almeida.
Agradecemos e contamos com a colaboração de Todos.

A Diretoria

ESTRATÉGIAS E RESULTADOS



Dizem que havia um cego sentado na calçada, com um boné a seus pés e um pedaço de madeira que, escrito com giz branco, dizia: "Por favor, ajude-me, sou cego".

Um publicitário da área de criação que passava em frente a ele parou e viu umas poucas moedas no boné. Sem pedir licença, pegou o cartaz, virou-o, pegou o giz e escreveu outro anúncio. Voltou a colocar o pedaço de madeira aos pés do cego e foi embora.

Pela tarde o publicitário voltou a passar em frente ao cego que pedia esmola. Agora, o seu boné estava cheio de notas e moedas.
O cego reconheceu as pisadas e lhe perguntou se havia sido ele quem reescreveu seu cartaz, sobretudo querendo saber o que havia colocado.

O publicitário respondeu:
- "Nada que não esteja de acordo com o seu anúncio, mas com outras palavras".
Sorriu e continuou seu caminho.

O cego nunca soube, mas seu novo cartaz dizia:
- "Hoje é Primavera em Paris, e não posso vê-la".

Mudemos a estratégia quando não nos acontece alguma coisa.


Enviado por Arnaldo Almeida/Fortaleza

domingo, 30 de janeiro de 2011

Voz doce transmite empatia

componesas conversando, 1894, óleo sobre tela, paul gauguin, musée d’orsay, paris


O centro neural da fala é ativado quando nos comunicamos de forma animada

O modo de falar de cada pessoa tem musicalidade, e essa variação de tom e ritmo, conhecida como prosódia, transmite emoções. Um estudo realizado por cientistas da Universidade do Sul da Califórnia sugere que pessoas com modo de falar mais doce e melodioso estão predispostas à empatia. Por meio de exames de ressonância magnética funcional, os pesquisadores mediram a atividade cerebral de voluntários enquanto falavam ou ouviam vozes com entonações de felicidade, tristeza, interrogação ou neutralidade. Assim descobriram que a área de Broca, que funciona como centro da fala no cérebro, era ativada quando o voluntário ouvia ou falava algo com entonação animada. Participantes com nível mais alto de atividade nessas área apresentavam maior empatia.


Ao contrário do que ocorre com a gramática, a semântica e outras propriedades do idioma, a prosódia é universal entre as culturas e espécies. “Animais de estimação, por exemplo, entendem comandos pela entonação da voz, não pelas palavras em si”, observa a neurocientista Liza Aziz-Zadeh, principal autora do estudo. A pesquisadora explica ainda que a prosódia é essencial para a comunicação social.

Como Viver Melhor


Guerdjef (pensador Russo)

"Uma boa vida tem como base o sentido do que queremos para nós em cada momento e daquilo que, realmente, vale como principal”.

Assim sendo, ele traçou 20 regras de vida que foram colocadas em destaque no Instituto Francês de Ansiedade e Stress, em Paris.

Dizem os “experts” em comportamento que, quem já consegue assimilar 10 delas, com certeza aprendeu a viver com qualidade interna. São elas:

1. Faça pausas de dez minutos a cada duas horas de trabalho, no máximo. Repita essas pausas na vida diária e pense em você, analisando suas atitudes.

2. Aprenda a dizer não sem se sentir culpado ou achar que magoou. Querer agradar a todos é um desgaste enorme.

3. Planeje seu dia, sim, mas deixe sempre um bom espaço para o improviso, consciente de que nem tudo depende de você.

4. Concentre-se em apenas uma tarefa de cada vez. Por mais ágeis que sejam os seus quadros mentais, você se exaure.

5. Esqueça, de uma vez por todas, que você é imprescindível. No trabalho, em casa, no grupo habitual. Por mais que isso lhe desagrade, tudo anda sem a sua atuação, a não ser você mesmo.

6. Abra mão de ser o responsável pelo prazer de todos. Não é você a fonte dos desejos, o eterno mestre de cerimônias.

7. Peça ajuda sempre que necessário, tendo o bom senso de pedir às pessoas certas.

8. Diferencie problemas reais de problemas imaginários e elimine-os porque são pura perda de tempo e ocupam um espaço mental precioso para coisas mais importantes.

9. Tente descobrir o prazer de fatos cotidianos como dormir, comer e tomar banho, sem também achar que é o máximo a se conseguir na vida.

10. Evite se envolver na ansiedade e tensão alheias enquanto ansiedade e tensão. Espere um pouco e depois retome o diálogo, a ação.

11. Família não é você, está junto de você, compõe o seu mundo, mas não é a sua própria identidade.

12. Entenda que princípios e convicções fechadas podem ser um grande peso, a trave do movimento e da busca.

13. É preciso ter sempre alguém em que se possa confiar e falar abertamente ao menos num raio de cem quilômetros. Não adianta estar mais longe.

14. Saiba a hora certa de sair de cena, de retirar-se do palco, de deixar a roda. Nunca perca o sentido da importância sutil de uma saída discreta.

15. Não queira saber se falaram mal de você e nem se atormente com esse lixo mental; escute o que falaram bem, com reserva analítica, sem qualquer convencimento.

16. Competir no lazer, no trabalho, na vida a dois, é ótimo... para quem quer ficar esgotado e perder o melhor.

17. A rigidez é boa na pedra, não no homem. A ele cabe firmeza, o que é muito diferente.

18. Uma hora de intenso prazer substitui com folga 3 horas de sono perdido. O prazer recompõe mais que o sono. Logo, não perca uma oportunidade de divertir-se.

19. Não abandone suas três grandes e inabaláveis amigas: a intuição, a inocência e a fé.

20. Entenda de uma vez por todas, definitiva e conclusivamente: “ Você é o que se fizer.”


Fonte:http://semproblemas.spaceblog.com.br

sábado, 29 de janeiro de 2011

FAÇA A CONTA - interessante!

Este ano vamos vivenciar quatro datas incomuns .... 1/1/11, 1/11/11, 11/1/11, 11/11/11 ....

AGORA tome os 2 últimos dígitos do ano em que você nasceu mais a idade que você vai ter este ano e será igual a 111. Basta fazer a conta.

Enviado por Arlindo de Almeida Simões, Fortaleza/Ce

Déa aniversaria

Déa de Almeida Azicoff, que na foto surge ao lado de Maurício, seu esposo, está mudando de idade hoje. Mora no Rio de Janeiro e, mesmo assim, é muito integrada à AFA da qual é sócia, igualmente como é Maurício. É uma das grandes colaboradoras deste Blog.

Na foto, além de Maurício e Déa, aparecem Dora (irmã) e Mônica (sobrinha).

Receba, Déa, os parabéns de todos nós que fazemos a AFA


Crônica de Luiz Fernando Veríssimo sobre o "BBB"

( LEIA COM ATENÇÃO, EM RESPEITO À SUA FAMÍLIA )


Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço...A décima terceira (está indo longe!) edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil, encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.
Dizem que Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. O BBB 11 é a pura e suprema banalização do sexo. Impossível assistir, ver este programa ao lado dos filhos. Gays, lésbicas, heteros... todos na mesma casa, a casa dos “heróis”, como são chamados por Pedro Bial. Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o que quer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ou heterosexuais. O BBB 11 é a realidade em busca do IBOPE..
Veja como Pedro Bial tratou os participantes do BBB 11. Ele prometeu um “zoológico humano divertido” . Não sei se será divertido, mas parece bem variado na sua mistura de clichês e figuras típicas.
Se entendi corretamente as apresentações, são 15 os “animais” do “zoológico”: o judeu tarado, o gay afeminado, a dentista gostosa, o negro com suingue, a nerd tímida, a gostosa com bundão, a “não sou piranha mas não sou santa”, o modelo Mr. Maringá, a lésbica convicta, a DJ intelectual, o carioca marrento, o maquiador drag-queen e a PM que gosta de apanhar (essa é para acabar!!!).
Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça,
cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível.
Em um e-mail que recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo.
Eu gostaria de perguntar se ele não pensa que esse programa é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.
Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. Caminho árduo? HERÓIS ?

São esses nossos exemplos de HERÓIS ?
Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros, profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores), carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor, quase sempre mal remunerados..
Heróis, são milhares de brasileiros que sequer têm um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir e conseguem sobreviver a isso, todo santo dia.
Heróis, são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna.
Heróis, são inúmeras pessoas, entidades sociais e beneficentes, ONGs, voluntários, igrejas e hospitais que se dedicam ao cuidado de carentes, doentes e necessitados (vamos lembrar de nossa eterna heroína, Zilda Arns).
Heróis, são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada meses atrás pela própria Rede Globo.
O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo,
o incentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitos como valor, ética, trabalho e moral.
E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a "entender o comportamento humano". Ah, tenha dó!!!
Veja o que está por de tra$$$$$$$$$$$$$$$$ do BBB: José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir: oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão.
Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada a programas de inclusão social, moradia,
alimentação, ensino e saúde de muitos brasileiros?
(Poderia ser feito mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores!)
Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores.




Em vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um poema de Mário Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa..., ir ao cinema..., estudar.... , ouvir boa música..., cuidar das flores e jardins... ,telefonar para um amigo... , visitar os avós... , pescar..., brincar com as crianças... , namorar... ou simplesmente dormir.

Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rio$$$$$ de dinheiro e destruir o que ainda resta dos valores sobre os quais foi construído nossa sociedade



AMIGO :
A LEI BRASILEIRA AUTORIZA ESSAS BESTIALIDADES, MAS O SEU LAR É INVIOLÁVEL DESLIGUE SUA TV NA HORA QUE ANUNCIAREM O PROGRAMA, E DESSA FORMA

A AUDIÊNCIA VAI CONTINUAR EM QUEDA LIVRE ( JÁ É A MENOR DE TODAS AS EDIÇÕES)

E OS PATROCINADORES TIRARÃO O PROGRAMA DO AR.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Carroça vazia

Certa manhã, meu pai, muito sábio, convidou-me a dar um passeio
no bosque e eu aceitei com prazer.

Ele se deteve numa clareira e, depois de um pequeno silêncio,
perguntou-me:

- Além do cantar dos pássaros, você está ouvindo mais alguma coisa?

Apurei o ouvido alguns segundos e respondi:

- Estou ouvindo um barulho de carroça.

- Isso mesmo - disse meu pai - é uma carroça vazia.

Intrigado, perguntei ao meu pai:

- Como você sabe que está vazia ?!

- Vazia por causa do barulho. Quanto mais vazia a carroça, maior
é o barulho que faz.

Tornei-me adulto e até hoje quando vejo uma pessoa falando
demais, gritando (no sentido de intimidar), tratando o próximo com
grossura inoportuna, prepotência, interrompendo a conversa de todo
mundo ou querendo demonstrar que é o(a) dono(a) da razão e da verdade
absoluta, tenho a impressão de ouvir a voz do meu pai dizendo:

'Quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela faz ...'

(Autor desconhecido)

Enviado por Arlindo Almeida/Fortaleza

Show da língua portuguesa!

'Um homem rico estava muito mal, agonizando. Pediu papel e caneta. Escreveu assim:

'Deixo meus bens a minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do padeiro nada dou aos pobres. '

Morreu antes de fazer a pontuação. A quem deixava a fortuna? Eram quatro concorrentes.

1) A irmã fez a seguinte pontuação:
Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

2) O sobrinho chegou em seguida. Pontuou assim o escrito:
Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres

3) O padeiro pediu cópia do original. Puxou a brasa pra sardinha dele:
Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

4) Aí, chegaram os descamisados da cidade. Um deles, sabido, fez esta interpretação:

Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro? Nada! Dou aos pobres.

Moral da história:
'A vida pode ser interpretada e vivida de diversas maneiras. Somos nós que fazemos sua pontuação.
E isso faz toda a diferença.

Enviado por Joseoly Moreira,
Fortaleza/Ce

BIG BROTHER BRASIL

Estou totalmente de acordo com esse brilhante cordelista, o baiano do bom, Antonio Barreto. Copie esse texto e cole em um e-mail e espalhe por sua rede de amigos. Assim, você estará prestando um grande serviço ao País, ao contrário da Rede Globo, que costuma prestar grandes desserviços, tão prejudiciais à nossa sociedade, a exemplo desse famigerado Big Brother.


Antonio Barreto,

Cordelista natural de Santa Bárbara-BA,
residente em Salvador.

Curtir o Pedro Bial
E sentir tanta alegria
É sinal de que você
O mau-gosto aprecia
Dá valor ao que é banal
É preguiçoso mental
E adora baixaria.

Há muito tempo não vejo
Um programa tão ‘fuleiro’
Produzido pela Globo
Visando Ibope e dinheiro
Que além de alienar
Vai por certo atrofiar
A mente do brasileiro.

Me refiro ao brasileiro
Que está em formação
E precisa evoluir
Através da Educação
Mas se torna um refém
Iletrado, ‘zé-ninguém’
Um escravo da ilusão.

Em frente à televisão
Lá está toda a família
Longe da realidade
Onde a bobagem fervilha
Não sabendo essa gente
Desprovida e inocente
Desta enorme ‘armadilha’.

Cuidado, Pedro Bial
Chega de esculhambação
Respeite o trabalhador
Dessa sofrida Nação
Deixe de chamar de heróis
Essas girls e esses boys
Que têm cara de bundão.

O seu pai e a sua mãe,
Querido Pedro Bial,
São verdadeiros heróis
E merecem nosso aval
Pois tiveram que lutar
Pra manter e te educar
Com esforço especial.

Muitos já se sentem mal
Com seu discurso vazio.
Pessoas inteligentes
Se enchem de calafrio
Porque quando você fala
A sua palavra é bala
A ferir o nosso brio.

Um país como Brasil
Carente de educação
Precisa de gente grande
Para dar boa lição
Mas você na rede Globo
Faz esse papel de bobo
Enganando a Nação..

Respeite, Pedro Bienal
Nosso povo brasileiro
Que acorda de madrugada
E trabalha o dia inteiro
Dar muito duro, anda rouco
Paga impostos, ganha pouco:
Povo HERÓI, povo guerreiro.

Enquanto a sociedade
Neste momento atual
Se preocupa com a crise
Econômica e social
Você precisa entender
Que queremos aprender
Algo sério – não banal.

Esse programa da Globo
Vem nos mostrar sem engano
Que tudo que ali ocorre
Parece um zoológico humano
Onde impera a esperteza
A malandragem, a baixeza:
Um cenário sub-humano.

A moral e a inteligência
Não são mais valorizadas.
Os “heróis” protagonizam
Um mundo de palhaçadas
Sem critério e sem ética
Em que vaidade e estética
São muito mais que louvadas.

Não se vê força poética
Nem projeto educativo.
Um mar de vulgaridade
Já tornou-se imperativo.
O que se vê realmente
É um programa deprimente
Sem nenhum objetivo.

Talvez haja objetivo
“professor”, Pedro Bial
O que vocês tão querendo
É injetar o banal
Deseducando o Brasil
Nesse Big Brother vil
De lavagem cerebral.

Isso é um desserviço
Mal exemplo à juventude
Que precisa de esperança
Educação e atitude
Porém a mediocridade
Unida à banalidade
Faz com que ninguém estude.

É grande o constrangimento
De pessoas confinadas
Num espaço luxuoso
Curtindo todas baladas:
Corpos “belos” na piscina
A gastar adrenalina:
Nesse mar de palhaçadas.

Se a intenção da Globo
É de nos “emburrecer”
Deixando o povo demente
Refém do seu poder:
Pois saiba que a exceção
(Amantes da educação)
Vai contestar a valer.

A você, Pedro Bial
Um mercador da ilusão
Junto a poderosa Globo
Que conduz nossa Nação
Eu lhe peço esse favor:
Reflita no seu labor
E escute seu coração.

E vocês caros irmãos
Que estão nessa cegueira
Não façam mais ligações
Apoiando essa besteira.
Não deem sua grana à Globo
Isso é papel de bobo:
Fujam dessa baboseira.

E quando chegar ao fim
Desse Big Brother vil
Que em nada contribui
Para o povo varonil
Ninguém vai sentir saudade:
Quem lucra é a sociedade
Do nosso querido Brasil.

E saiba, caro leitor
Que nós somos os culpados
Porque sai do nosso bolso
Esses milhões desejados
Que são ligações diárias
Bastante desnecessárias
Pra esses desocupados.

A loja do BBB
Vendendo só porcaria
Enganando muita gente
Que logo se contagia
Com tanta futilidade
Um mar de vulgaridade
Que nunca terá valia.

Chega de vulgaridade
E apelo sexual.
Não somos só futebol,
baixaria e carnaval.
Queremos Educação
E também evolução
No mundo espiritual.

Cadê a cidadania
Dos nossos educadores
Dos alunos, dos políticos
Poetas, trabalhadores?
Seremos sempre enganados
e vamos ficar calados
diante de enganadores?

Barreto termina assim
Alertando ao Bial:
Reveja logo esse equívoco
Reaja à força do mal…
Eleve o seu coração
Tomando uma decisão
Ou então: siga, animal…


Enviado por Paulo Segundo, Salvador/Ba

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Padre Fábio de Melo


A maior prisão que podemos ter na vida é aquela quando a gente descobre que estamos sendo não aquilo que somos, mas o que o outro gostaria que fôssemos.
Geralmente quando a gente começa a viver muito em torno do que o outro gostaria que a gente fosse, é que a gente tá muito mais preocupado com o que o outro acha sobre nós, do que necessariamente nós sabemos sobre nós mesmos.
O que me seduz em Jesus é quando eu descubro que nEle havia uma capacidade imensa de olhar dentro dos olhos e fazer que aquele que era olhado reconhecer-se plenamente e olhar-se com sinceridade.
Durante muito tempo eu fiquei preocupado com o que os outros achavam ao meu respeito. Mas hoje, o que os outros acham de mim muito pouco me importa [a não ser que sejam pessoas que me amam], porque a minha salvação não depende do que os outros acham de mim, mas do que Deus sabe ao meu respeito.

Padre Fábio de Melo


Fonte: pensador.uol.com.br

Solicitação de informações

Caríssimos Sócios,
com o intuito de melhorar cada vez mais a comunicação da AFA com seus Membros, solicitamos a Todos que nos envie através do e-mail: vera.lp@hotmail.com (Vera-Secretária) as seguintes informações:

a) Retrato 3X4 (atualizado)
b) Nome completo :
c) Data do aniversário:
d) Endereço residencial:
e) Telefone residencial:
f) Local de Trabalho:
g) Terefone do trabalho:
h) Celular: (OI,TIM,CLARO,ETC.)
i) E-mail:

OBSERVAÇÃO: As informações devem ser enviadas de forma individual,ou seja,havendo vários sócios em um mesmo endereço, cada um deve enviar seu cadastro. As informações serão cadastradas para uso exclusivo da Associação da Família Almeida.
Agradecemos e contamos com a colaboração de Todos.

A Diretoria

Érico Veríssimo


A amizade é um amor que nunca morre.
A amizade é uma virtude que muitos sabem que existe,
alguns descobrem, mas poucos reconhecem.
A amizade quando é sincera o esquecimento é impossível
A confiança, tal como a arte, não deriva de termos resposta para tudo, mas,
de estarmos abertos a todas as perguntas.
A dor alimenta a coragem. Você não pode ser corajoso se só aconteceram
coisas maravilhosas com você.
A esperança é um empréstimo pedido à felicidade.
A felicidade não é um prêmio, e sim uma conseqüência,
a solidão não é um castigo, e sim um resultado.
A felicidade não está no fim da jornada, e sim em cada curva do caminho que
percorremos para encontrá-la.
A gente tropeça sempre nas pedras pequenas, porque as grandes a gente logo enxerga.
A glória da amizade não é a mão estendida, nem o sorriso carinhoso, nem mesmo a delicia da companhia. É a inspiração espiritual que vem quando você descobre que alguém acredita e confia em você.
A infelicidade tem isto de bom: faz-nos conhecer os verdadeiros amigos.
A inteligência é o farol que nos guia, mas é a vontade que nos faz caminhar.
A maior fraqueza de uma pessoa é trocar aquilo que ela mais deseja na vida, por aquilo que ele deseja no momento.
A persistência é o caminho do êxito.
A pior solidão é aquela que se sente na companhia de outros.
A SOLIDÃO É UMA GOTA NO OCEANO QUE SÓ OLHA PARA SI MESMA... UMA GOTA QUE NÃO SABE QUE É OCEANO...
Amigos são a outra parte do oceano que a gota procura...
A tua única obrigação durante toda a tua existência
é seres verdadeiro para contigo próprio.
A verdadeira amizade deixa marcas positivas que o tempo jamais poderá apagar.
A verdadeira amizade é aquela que não pede nada em troca, a não ser a própria amiga.
A verdadeira generosidade é fazer alguma coisa de bom por alguém
que nunca vai descobrir.
A verdadeira liberdade é poder tudo sobre si.
Algumas pessoas acham-se cultas porque comparam sua ignorância com as dos outros.
Amigo de verdade é aquele que transforma um pequeno momento em um grande instante.
Amigo é a luz que não deixa a vida escurecer.
Amigo é aquele que conhece todos os seus segredos e mesmo assim gosta de você!
Amigo é aquele que nos faz sentir melhor e sobre tudo nos faz sentir amados...
Amigo é aquele que, a cada vez, nos faz entrever
a meta e que percorre conosco um trecho do caminho
Amigos são como flores cada um tem o seu encanto por isso cultive-os.
Amizade é como música: duas cordas afinadas no mesmo tom, vibram juntas...
Amizade, palavra que designa vários sentimentos, que não pode ser trocada por meras coisas materiais... Deve ser guardada e conservada no coração!!!
As pessoas entram em nossas vidas por acaso, mas não é por acaso que elas permanecem.
Celebrar a vida é somar amigos, experiências e conquistas,
dando-lhes sempre algum significado.
Diante de um obstáculo não cruzes os braços, pois o maior
homem do mundo morreu de braços abertos.
Elogie os amigos em público, critique em particular.
Errar é humano, perdoar é divino.

Fonte: pensador.uol.com.br
Evitar a felicidade com medo que ela acabe; é o melhor meio de ser infeliz.
Faça amizade com a bondade das pessoas, nunca com seus bens!
Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente.

Érico Veríssimo

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Uma emocionante história de Amor


Autor desconhecido
Um casal de idosos que não tinha filhos morava em uma casa humilde, de madeira; tinha uma vida muito tranquila, alegre, e se amavam muito. Eram felizes.

Até que um dia aconteceu um acidente com a senhora. Ela estava trabalhando em sua casa quando começa a pegar fogo na cozinha e as chamas atingem todo seu corpo. O esposo acorda, assustado com os gritos, e vai à sua procura. Quando a vê coberta pelas chamas, imediatamente tenta ajudá-la.

O fogo também atinge seus braços e, mesmo assim, consegue apagá-lo. Quando chegaram os bombeiros, já não havia muito da casa, apenas uma parte, toda destruída. Levaram o casal para o hospital, onde foram internados em estado grave.

O senhor, menos atingido pelo fogo, saiu da UTI e foi ao encontro de sua amada. Ainda em seu leito, a senhora, toda queimada, pensava em não viver mais, pois estava deformada, inclusive seu rosto.

Quando viu o marido na porta do quarto, foi perguntando:

- Tudo bem com você, meu amor?

- Sim - respondeu ele. Pena que o fogo atingiu os meus olhos e não posso mais enxergar... Mas fique tranquila, amor, porque sua beleza está guardada em meu coração para sempre.

Então, triste pelo esposo, a senhora disse:

- Deus, vendo tudo o que aconteceu, tirou-lhe a visão para que não presencie esta deformação em mim. As chamas queimaram todo o meu rosto e estou parecendo um monstro.

Passando algum tempo e recuperados, saíram do hospital e conseguiram reconstruir a casa, onde ela fazia tudo para seu querido esposo. Ele dizia todos os dias que a amava:

E assim viveram vinte anos até que a senhora morreu. No dia do seu enterro, quando todos se despediam, o marido, sem óculos escuros e com sua bengala nas mãos, chegou perto do caixão. Beijando o rosto e acariciando sua amada, disse em um tom apaixonante:

- Como você é linda meu amor; eu te amo muito.

Vendo aquela cena, um amigo que estava ao lado perguntou se o que tinha acontecido era milagre, pois o idoso estava enxergando outra vez. Olhando nos olhos dele, o velhinho apenas falou:

- Nunca estive cego, apenas fingia. Quando a vi toda queimada, sabia que seria duro para ela continuar vivendo daquela maneira. Foram vinte anos vivendo muito felizes e apaixonados...


Fonte: www.blogdozemarcos.com

Solicitação de informações

Caríssimos Sócios,
com o intuito de melhorar cada vez mais a comunicação da AFA com seus Membros, solicitamos a Todos que nos envie através do e-mail: vera.lp@hotmail.com (Vera-Secretária) as seguintes informações:

a) Retrato 3X4 (atualizado)
b) Nome completo :
c) Data do aniversário:
d) Endereço residencial:
e) Telefone residencial:
f) Local de Trabalho:
g) Terefone do trabalho:
h) Celular: (OI,TIM,CLARO,ETC.)
i) E-mail:

OBSERVAÇÃO: As informações devem ser enviadas de forma individual,ou seja,havendo vários sócios em um mesmo endereço, cada um deve enviar seu cadastro. As informações serão cadastradas para uso exclusivo da Associação da Família Almeida.
Agradecemos e contamos com a colaboração de Todos.

A Diretoria

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Acontece nos RH das empresas......

CRITÉRIO É CRITÉRIO



Chegaram 700 currículos à mesa do diretor de uma grande multinacional.
Ele diz à secretária:
- Pegue os 30 que estão no topo da pilha e chame-os para serem entrevistados.
Jogue os restantes na máquina fragmentadora.
- O senhor está louco? São 670 pessoas! Talvez os melhores estejam lá!
Ele responde:
- Eu não preciso de gente sem sorte ao meu lado !!!
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

EMPREGADO NOVO

O gerente chama o empregado da área de produção, negão, forte, 1,90m de altura, 100kg, recém admitido, e inicia o diálogo:
- Qual é o seu nome?
- Eduardo - responde o empregado.
- Olhe, - explica o gerente - eu não sei em que espelunca você trabalhou antes, mas aqui nós não chamamos as pessoas pelo seu primeiro nome.
Isso é muito familiar e pode levar a perda de autoridade. Eu só chamo meus funcionários pelo sobrenome: Ribeiro, Matos, Souza...
Então saiba que eu sou seu gerente e quero que me chame de Mendonça. Bem, agora quero saber: qual é o seu nome completo?
O empregado responde:
- Meu nome é Eduardo Paixão.
- Tá certo, Eduardo. Pode ir agora...
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

PEDIDO DE AUMENTO

O jovem empregado vai à sala do director da empresa onde trabalha:
- Senhor director, vim aqui para lhe pedir um aumento. E adianto já que há quatro empresas atrás de mim..

Com medo de perder aquele promissor talento, dobra-lhe o salário ... as empresas valorizam os funcionários quando eles recebem outras propostas...

- Mas mate-me uma curiosidade. Pode dizer-me quais são essas quatro empresas?

- Sim, senhor. A da luz, a da água, a do telefone e o meu banco!!!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

RACIOCÍNIO RÁPIDO

Pra testar o caráter de um novo empregado, o dono da empresa mandou colocar 500 reais a mais no salário dele.
Passam os dias, e o funcionário não relata nada..
Chegando no outro mês, o dono faz o inverso: manda tirar 500 reais.
No mesmo dia, o funcionário entra na sala pra falar com ele:
- Doutor, acho que houve um engano e me tiraram 500 reais do salário.
- É ? Curioso que no mês passado eu coloquei 500 a mais e você não falou nada.
- É que um erro eu tolero, doutor, mas DOIS, eu acho um absurdo !



Enviado por Joseoly Moreira, Fortaleza/Ce

Solicitação de informações

Caríssimos Sócios,
com o intuito de melhora cada vez mais a comunicação da AFA com seus Membros, solicitamos a Todos que nos envie através do e-mail: vera.lp@hotmail.com (Vera-Secretária) as seguintes informações:

a) Retrato 3X4 (atualizado)
b) Nome completo :
c) Data do aniversário:
d) Endereço residencial:
e) Telefone residencial:
f) Local de Trabalho:
g) Terefone do trabalho:
h) Celular: (OI,TIM,CLARO,ETC.)
i) E-mail:

OBSERVAÇÃO: As informações devem ser enviadas de forma individual,ou seja,havendo vários sócios em um mesmo endereço, cada um deve enviar seu cadastro. As informações serão cadastradas para uso exclusivo da Associação da Família Almeida.
Agradecemos e contamos com a colaboração de Todos.

A Diretoria

Modéstia Cearense!!



Autor desconhecido

Estava num passeio em Roma quando, ao visitar a Catedral de São Pedro fiquei abismado ao ver uma coluna de mármore com um telefone de ouro em cima.

Vendo um jovem padre que passava pelo local perguntei a razão daquela ostentação.

O padre então me disse que aquele telefone estava ligado a uma linha direta com o paraíso e que se eu quisesse fazer uma ligação eu teria de pagar 100 dólares.

Fiquei tentado porém declinei da oferta.

Continuando a viagem pela Itália encontrei outras igrejas com o mesmo telefone de ouro na coluna de mármore. Em cada uma das ocasiões perguntei a razão da existência e a resposta era sempre a mesma:

Linha direta com o paraíso ao custo de 100 dólares a ligação.

Depois da Itália, chegando ao Brasil, fui direto para Fortaleza. Ao visitar a nossa gloriosa Catedral da Sé, fiquei surpreso ao ver novamente a mesma cena: uma coluna de mármore com um telefone de ouro.

Sob o telefone um cartaz que dizia: LINHA DIRETA COM O
PARAÍSO - PREÇO POR LIGAÇÃO = R$ 0,25 ( vinte e cinco centavos ).

Não me agüentei, e lasquei....

Padre, eu disse, viajei por toda a Itália e em todas as catedrais que visitei vi telefones exatamente iguais a este, mas o preço
da chamada era 100 dólares. Por que aqui é somente R$ 25 centavos?

O Padre sorriu e disse. Meu amigo, você está no Ceará. Aqui a ligação é local.

O PARAÍSO É AQUI....

Enviado por Carmem Holanda/Fortaleza

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

SONETO CV


Não chame o meu amor de Idolatria
Nem de Ídolo realce a quem eu amo,
Pois todo o meu cantar a um só se alia,
E de uma só maneira eu o proclamo.
É hoje e sempre o meu amor galante,
Inalterável, em grande excelência;
Por isso a minha rima é tão constante
A uma só coisa e exclui a diferença.
'Beleza, Bem, Verdade', eis o que exprimo;
'Beleza, Bem, Verdade', todo o acento;
E em tal mudança está tudo o que primo,
Em um, três temas, de amplo movimento.
'Beleza, Bem, Verdade' sós, outrora;
Num mesmo ser vivem juntos agora.

William Shakespeare

Fonte:pensador.uol.com.br

domingo, 23 de janeiro de 2011

RECANTO FRANCISCANO SOB AMEAÇA

Me dizem os jornais, que a Casa de Retiro São Francisco pode desaparecer! Isto significa que a qualquer momento pode sumir "o único refúgio espiritual católico da América Latina".
A Casa de Retiro São Francisco é um recanto franciscano no coração de Salvador. E se é franciscano, nele sobra amor, beleza, alegria, paz e bem.
Não afirmo isso por ouvir dizer. Falo com a segurança de quem a conhece na sua intimidade. Ao longo de cinco décadas, mais ou menos, tenho testemunhado o acolhimento fraterno que recebem os que a procuram diariamente.
Ou para a realização de encontros religiosos; ou pessoas, principalmente idosas, na certeza de que encontrarão, nos seus 46 apartamentos e nos seus jardins silenciosos, momentos de absoluta tranquilidade e o mais doce aconchego.
É forçoso reconhecer, que essa tranquilidade tem sido, nos últimos anos, interrompida, quebrada, maculada.
O causador disso é o avanço avassalador da especulação imobiliária que toma conta da capital baiana, roubando o bucolismo de muitos dos seus bairros.
E a Casa de Retiro está, hoje, numa área muito valorizada, com o metro quadrado avaliado em 6 mil reais. Tá todo mundo de olho nela.
Inaugurada no dia 6 de março de 1949, a Casa de Retiro São Francisco foi construída por Frei Hildebrando Kruthaup, um dinâmico e obstinado franciscano alemão.
O frade aproveitou um terreno doado à Ordem Franciscana por importantes figuras da sociedade baiana lideradas pelo empresário Norberto Odebrecht , hoje, do alto dos seus 91 anos, ainda orientando e aconselhando, com sabedoria e competência, os que atualmente dirigem as empresas que ele fundou e as que ele recebeu do seu pai, o saudoso Emílio Odebrecht.
Os franciscanos favoráveis à alienação da Casa de Retiro alegam que a Ordem já não tem mais condição financeira para manter o seráfico refúgio espiritual oferecendo aquela excelente qualidade que o consagrou, através dos seus 61 anos de vida.
Sei que isso é verdadeiro.
Mas, assim que surgiram as primeiras notícias sobre a venda da Casa de Retiro, o povo de Salvador, através de seus representantes na Câmara de Vereadores e Assembleia Legislativa, se posicionou contrária à transação.
Nos anais das duas casas legislativas podem ser encontradas Moções substanciosas e rigorosamente fundamentadas de "repúdio à tentativa de venda da área" onde se localiza a Casa de Retiro.
E a Arquidiocese de São Salvador da Bahia como vê esta ameaça?
Até a presente data, não ouvi um só pronunciamento do Senhor Cardeal contra ou a favor da transformação de uma casa religiosa do mais alto gabarito num condomínio de luxo onde dificilmente um crucifixo será visto ou encontrado.
E aqui vale lembrar o que me disse meu amigo Frei Hugo Fragoso, OFM, Historiador da Província dos frades menores: " A Casa de Retiro simboliza toda uma caminhada franciscana na Bahia." E mais adiante: "... a Casa de Retiro é instrumento indispensável de evangelização."
Minha modesta opinião a respeito.
Deve-se encontrar, com a necessária urgência, uma maneira legal capaz de salvar a Casa de Retiro São Francisco. A Arquidiocese, quem sabe, poderá ajudar nisso.
Por outro lado, numa cidade em que o poder público tomba e desapropria espaços de significação duvidosa, cabe-lhe, pelos meios ao seu alcance, evitar que um local de lazer sadio e de oração como é a Casa de Retiro, seja engolida por um barulhento condomínio e de apatacados.
Salvador, uma cidade canora, está precisando, e desde muito, de preservar lugares onde o canto dos passarins não seja atropelado pelo som ensurdecedor dos atabaques, dos timbaus e dos trios elétricos.

Felipe Jucá

CAMISOLA HISTÓRICA

Depois de 25 anos de casamento a mulher resolveu tentar resgatar o interesse do marido e vestiu a mesma camisola que usou na noite de Núpcias.

- Amo-or! - sussurrou ela, com voz "lânguida"

- Hum! - responde o cara sem qualquer interesse

- Lembra dessa camisola?

O marido tirou o olho do jornal e disse:

- Sim. É a camisola que você usou na nossa lua de mel! Por quê?

- E você lembra do que me disse naquela noite, quando me viu com essa camisola?

- Sim, lembro! - respondeu o marido - Eu disse: "Você está maravilhosa nessa camisola, Clarice! Quero transar com você até te deixar ACABADA!!!"

- E agora, depois de tantos anos, o que você tem a dizer?

O marido olhou a esposa de cima a baixo e disse, sem pestanejar:

- Missão cumprida !!!

OUVIDO MASCULINO

OUVIDO MASCULINO

Muitas vezes se ouve dizer que as mulheres falam demais...
Mas, não tem problema, porque o ouvido masculino (seletivo)
escuta somente o que a ele interessa...

Veja o exemplo abaixo:


A MULHER diz:

Esse lugar está uma bagunça, Amor!
Você e eu precisamos limpar isto.
Suas coisas estão jogadas no chão
E você vai ficar sem roupas pra usar
se não lavá-las agora mesmo.

O que o HOMEM escuta:


blah, blah, blah, blah, Amor!
blah, blah, blah, blah, Você e eu
blah, blah, blah, blah, no chão
blah, blah, blah, blah, sem roupas
blah, blah, blah, blah, agora mesmo...


Carlos Drummond de Andrade

O Blog da AFA e o número de acessos

Em 28 de junho de 2.010, foi implantado no nosso Blog o Contador de Visitas. Ao ultrapassar 19 mil acessos automaticamente o Contador zerou, isso cerca de uns três meses de implantado, iniciando a partir daí uma nova contagem. Ontem, tendo ultrapassado os 22 mil acessos, ele foi zerado novamente. Assim, somadas essas duas contagens, atingimos em cerca de sete meses, uma contagem aproximada de 42 mil acessos, o que corresponde a uma marca de mais de 200 acessos diários.
Agradecemos aos nossos leitores por termos atingido essa marca, o que incentiva a continuar esse prazeroso trabalho que nos proporciona uma grande satisfação.

O ERRO NO CORREIO ELETRONICO

kkkkkkkkkkkk

Um casal decide passar férias numa praia do Caribe, no mesmo hotel onde passaram a lua de mel há 20 anos.
Por problemas de trabalho, a mulher não pode viajar com seu marido, deixando para ir uns dias depois.
Quando o homem chegou e foi para seu quarto do hotel, viu que havia um computador com acesso a internet, então decidiu enviar um e-mail a sua mulher, mas errou uma letra sem se dar conta e o enviou a outro endereço...
O e-mail foi recebido por uma viúva que acabara de chegar do enterro do seu marido e que ao conferir seus e-mails desmaiou instantaneamente.
O filho ao entrar na casa, encontrou sua mãe desmaiada, perto do computador, que na tela poderia se ler:
- Querida esposa: Cheguei bem. Provavelmente se surpreenda em receber noticias minhas por e-mail, mas agora tem computador aqui e pode enviar mensagens à pessoas queridas. Acabo de chegar e já me certifiquei que já está tudo preparado para você chegar na sexta que vem. Tenho muita vontade de te ver e espero que sua viagem seja tão tranquila como está sendo a minha.
OBS: Não traga muita roupa, porque aqui faz um calor infernal!!!!

sábado, 22 de janeiro de 2011

Você faz a paz


Procure uma posição confortável, acomode-se.
Fique em silêncio, feche os olhos, concentre-se.
Lentamente, respire fundo.
Relaxe, pense no mundo.
Atinja o nível mais alto do pensamento.
Sinta o que falta aos seres humanos
neste momento.
Analise a situação atual da humanidade.
E em como você pode colaborar,
mesmo com pouca idade.
Imagine um mundo sem ira, sem ódio,
sem inveja e sem maldade.
Só a honra de cada cidadão
cumprindo seus direitos e deveres com serenidade.
Pense na paz em plenitude.
E em como alcançá-la, com certas atitudes.
É tão fácil e seria maravilhoso.
Qualquer um pode colaborar
com um comportamento honroso.
Torne isso uma realidade.
Então verá que só assim
a vida tem sentido de verdade.
Cumpra pelo menos você a sua parte
e proporcione paz.
E verá a felicidade que isso traz.

Clarice Pacheco

Fonte:pensador.uol.com.br

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Paranjana acabou....



Esses dias teve fim a famosa linha "Paranjana" na capital alencarina... este email é para se divertirem um pouco com as pérolas que sairam no Twitter. (sei que poucos conhecem a linha de ônibus mais famosa).

1) “A maioria do meus anticorpos consegui no Paranjana.”

2) Foi uma coisa de outro mundo. 1ª vez que eu levitei!!!”

3) Os 300 de Esparta foram até Termophilas em um só Paranjana.”

4) “Quando conseguia assento no Paranjana não sentava. Me ajoelhava para agradecer a graça alcançada!!!”

5) “Paranjana foi praticamente a 1ª rede social de Fortaleza... Todo mundo se conhecia ali...”

6) “Maiores mentiras da humanidade: “Nem Deus afunda o Titanic”, “o 3º reich durará mil anos”, “eu peguei um Paranjana vazio.””

7) Cliquei em #paranjanafacts e apareceu Twitter is over capacity’. Coincidência?”

8) Ao ver o número 041 se aproximando, o passageiro já vai se alongando...”

9) Uma vez eu peguei o Paranjana tão lotado que o motorista ia em pé e o trocador vinha atrás de mototáxi.”

10) Estar sentado na última cadeira e o motorista acelerar na subidinha da ponte do rio Cocó, só pra te fazer voar.”

11) Dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço: até Newton foi derrubado pelo Paranjana.”

12) Depois que conheci o Paranjana, nunca mais comi sardinha em lata. São como irmãs pra mim.”

Enviado por Arlindo Almeida/Fortaleza

Raimundo dos Queijos é Tema de Documentário


Raimundo dos Queijos, personagem famoso no movimentado Centro de Fortaleza, é tema de documentário dirigido por Victor Furtado
FOTO: KIKO SILVA



Produção da Alumbramento, “Raimundo dos Queijos” registra as vivências dos frequentadores do tradicional bar no Centro de Fortaleza

Raimundo de Oliveira Araújo está no lugar há mais de 30 anos, vendendo queijos e algo para beber. Seu bar fica na Travessa Crato, entre as ruas Conde D'Eu e General Bezerril, no Centro de Fortaleza, área nobre de histórias e memória da cidade. Contudo, há pouco mais de 10 anos o bar Raimundo dos Queijos formou uma clientela fiel, interessada não apenas em comprar carne de sol de Caicó e queijos de Tauá.

Eles vão ali beber um aperitivo, encontrar os amigos e aproveitar a companhia dos personagens que povoamo lugar. É o caso dos membros da Confraria do Raimundo dos Queijos – grupo criado por frequentadores que adotou o irreverente lema de que “Todos aqui são loucos... uns pelos outros”.

O melhor dia, recomendam os conhecedores, é o domingo. Ou quem sabe uma sexta-feira especial. Como hoje, data do lançamento do curta-metragem “Raimundo dos Queijos”, dirigido por Victor Furtado. O filme contou com recursos do edital Revela Ceará Jovem, da Secretaria da Cultura do Estado. Chega com um ano de atraso (graças à lentidão dos tramites dentro da Secult), mas com o tema ainda quentinho, vivo.

Primeira mão

“Filmamos entre junho e julho e finalizamos em dezembro. Achei que a primeira exibição dele deveria acontecer no próprio bar, para fechar o ciclo. Afinal, o filme envolve muita gente, o próprio Raimundo, gente da Confraria. Queria que eles vissem o resultado em primeira mão. Dia 28, ele será exibido na Mostra de Cinema de Tiradentes, em Minas Gerais. Não sei mais que caminhos ele irá tomar depois disto”, conta o diretor Victor Furtado.

Ficção/Não-ficção

“Raimundo dos Queijos” é como um espelho. Fala do lugar homônimo, mas também diz muito de seu realizador. “Gosto muito de bar, de boteco. Já tinha me encantado pelo Bar do Chaguinha (Rua Padre Francisco Pinto, 144 - Benfica), quando conhecid o do Raimundo. Ele é meio que uma coisa de família, um ponto de encontro onde todo mundo se conhece, todo mundo se fala. E é um espaço de resistência, já ocupa do Centro no domingo. Fui vivenciando aquele lugar até encontrar uma forma de transformar aquilo de cinema. O filme é um olhar meu pra aquele lugar, a partir de uma perspectiva ficção”, conta.

Ficção? O filme sobre o Raimundo dos Queijos não era um documentário? “Se você quiser classificar, pode dizer que ele é um documentário. Apesar de esse elemento de ficção, de ter personagem. Acima de tudo, é um filme. Então, tem esta mistura de um e de ourtro. Tenho uma pesquisa forte com o documentário.Mas filme, pra mim, é filme. Faço qualquer filme. Acima de tudo, esta combinação é uma relação com o cinema, para além de qualquer classificação”, responde Furtado.

Entre amigos

O questionamento sobre a validade do enquandramento dos filmes em categorias rídigas, não é o único colocado pelo realizador. Nas peças de divulgação do filme, o nome de Vitor Furtado é listado entre muitos outros, todos colaboradores na produção de “Raimundo dos Queijos”. Pedro Diógenes, Luiz Pretti, Ricardo Pretti, Maíra Bosi, Igor Grazianno, Victor de Melo, Fred Benevides, Danilo Carvalho e Eudes Freitas: todos participantes ativos da movimentada cena de jovens realizadores de audivisual do Ceará.

Dividiram entre sí funções como a de assistente de direção, montagem, edição de som e fotografia.
“‘Raimundo dos Queijos’ é um filme dirigido por mim. Ele tem muito a minha cara. Mas o processo de produção foi todo coletivo. Eu gosto de trabalhar assim.

Esse trabalho agregou muita gente e todas essas pessoas, para mim, tiveram uma importância igual na realização do filme. Todos estão no mesmo patamar. E sair o nome de todo mundo no convite é uma questão de reconhecimento e também uma postura que serve para contestar esta hierarquia cinematográfica, de o trabalho é de uma pessoa, que um é mais importante que o outro”, explica Victor Furtado.

Para o realizador, o filme é um feliz resultado do profissionalismo e da amizade dos envolvidos. “O tema, sem dúvidas, ajudou. É muito agradável pra todo mundo. Você imagina receber um convite, para ir fazer um filme num bar. Alí perto da casa do Fred. É a coisa de fazer o filme junto. E acho que não existe de outra forma de fazer, pelo menos aqui no Brasil”.

Exibições

Com 16 minutos de duração, “Raimundo dos Queijos” será exibido pelo menos três vezes ao longo da noite, com intervalos de cerca de meia hora.

MAIS INFORMAÇÕES

Exibição do documentário "Raimundo dos Queijos". Às 18 horas, no bar Raimundo dos Queijos (Travessa Crato, 44 - Centro).
Contato: (85) 8748.1505

DELLANO RIOS - DIÁRIO DO NORDESTE - FORTALEZA/CE
REPÓRTER

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

REUNIÃO DE DIRETORIA



Ontem, 19 de janeiro, foi realizada a primeira reunião da nova Diretoria da AFA para o biênio 2011/2012.O encontro aconteceu no apartamento da nossa Presidente Josélia Almeida, e contou com a presença de todos os membros da Diretoria: Josélia, Tereza, Vera, Socorro, Sérgio Cartaxo e também com a honrosa presença da Presidente de Honra Carmem.
Nesse primeiro encontro foram discutidas ações para 2011/2012 relacionadas aos próximos encontros assim como também de cunho administrativo.
A reunião foi bastante produtiva, motivadora e agradável, Josélia como sempre uma excelente anfitriã.

Abraços a Todos que fazem a AFA

Com carinho

A Diretoria

SÓ AS CRIANÇAS DIZEM ESTAS COISAS DELICIOSAS E ESPONTANEAS

menino de 4 anos tinha um vizinho idoso cuja esposa havia falecido recentemente.
Ao vê-lo chorar, o menino foi para o quintal dele e sentou-se simplesmente no seu colo.
Quando a mãe lhe perguntou o que tinha dito ao velhinho, ele respondeu:
- Nada. Só o ajudei a chorar.
--------------------------------------------------------
Os alunos da professora do primeiro ano Debbie Moon estavam a examinar uma foto de família.
Uma das crianças da foto tinha os cabelos de cor bem diferente dos outros. Alguém sugeriu que essa criança tivesse sido adotada.
Logo uma menina disse:
- Sei tudo sobre adopção, porque eu fui adoptada.
Logo outro aluno lhe perguntou:
- O que significa "ser adoptado"?
- Significa - disse a menina - que tu cresceste no coração da tua mãe, e não na barriga!
--------------------------------------------------------
Sempre que estou decepcionado com meu lugar na vida, eu paro e penso no pequeno Jamie Scott.
Jamie queria muito ter um papel na peça da escola. A mãe disse que tinha procurado preparar o seu coração, pois ela temia que ele não fosse escolhido.
No dia em que os papéis foram distribuídos, eu fui com ela buscá-lo à escola. Jamie correu para a mãe, com os olhos brilhantes de orgulho e emoção:
- Adivinha, mãe!
E disse aquelas palavras que continuariam a ser uma lição para mim:
- Eu fui escolhido para bater palmas e espalhar a alegria!


Enviado por Arlindo Almeida/Fortaleza

Pular o café da manhã pode aumentar os riscos cardiometabólicos a longo prazo


Os efeitos a longo prazo de saltar o café da manha na saúde cardiometabólica não são bem compreendidos. Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition analisou as associações longitudinais do hábito de saltar o café da manhã na infância e na idade adulta com fatores de risco cardiometabólicos na idade adulta.

O estudo contou com 2.184 participantes de 9 a 15 anos de idade. Os participantes foram classificados em 4 grupos: realizou o desjejum na infância e na idade adulta (n = 1.359), pulou o desjejum apenas na infância (n = 224), pulou o desjejum apenas na idade adulta (n = 515), e não realizou o desjejum na infância e idade adulta (n = 86). Após ajuste para idade, sexo e fatores sociodemográficos e estilo de vida, os participantes que não faziam o desjejum na infância e idade adulta tinham maior circunferência da cintura, maior de insulina em jejum, colesterol total e colesterol LDL do que aqueles que faziam o desjejum tanto na infância quanto na idade adulta.

Os autores concluíram que o salto do café da manhã durante um longo período pode ter efeitos prejudiciais sobre a saúde e o risco cardiometabólico. Promover os benefícios do café da manhã poderia ser uma mensagem simples e importante de saúde pública.

Fonte: American Journal of Clinical Nutrition

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Blog Bem Vindo a Londres


Gente,
Como alguns já sabem embarco para Londres dia 19 de março. E para manter familiares e amigos atualizados com notícias minhas na terra da rainha criei o Blog Bem Vindo a Londres. O Blog também tem o propósito de para ajudar brasileiros oferecendo dicas de como fazer seu intercâmbio, seja na Inglaterra, Canadá ou EUA.

Fica dica! Boa leitura!
http://bemvindoalondres.blogspot.com/

A moderna Cingapura

Foto do Marina Bay Sands obtida na internet

É de fato impressionante o progresso que nos dias atuais atravessa a Ásia. Talvez não haja lugar para se constatar isso melhor do que em Cingapura, uma cidade nação de menos de 5 milhões de habitantes. É o local do planeta onde há mais milionários. As estatísticas apontam que cerca de 11% de sua população tem um altíssimo poder aquisitivo, podendo ser considerados pelo que conhecemos milionários.
A limpeza das ruas impressiona. O povo é bem educado e fluente em pelo menos dois idiomas, o malaio e o inglês. As multas e demais penalidades para as transgressões são pesadas. Lá se usa bastante as penas disciplinares, onde o infrator é obrigado a prestar certos serviços como o de limpeza. Só que o infrator é obrigado a vestir um colete que chama muito a atenção, justamente para submetê-lo ao constrangimento.
Drogas são reprimidas ao extremo. Ao desembarcar, o turista já é avisado que o porte de drogas pesadas é passível de pena de morte.


Nas fotos a seguir dá para ter uma ideia do progresso do lugar. Essa roda gigante é a mais alta do mundo, maior até do que a de Londres. A foto do Hotel Pan Pacific, onde nos hospedamos, foi batida do alto dessa roda gigante (The Singapore flyer) que tem 165 metros de altura. A roda é dotada de 28 confortáveis módulos com ar condicionado e cada módulo tem a capacidade de 28 pessoas. O número 28 tem um significado especial para seus habitantes. Curioso é que ela não para para embarque/desembarque. Sua velocidade é suficiente lenta para que as pessoas ssam entrar e sair com ela em movimento. Em 30 minutos a Singapore Flyer dá uma volta completa.


As duas últimas fotos dessa sequência mostra complexo Marina Bay Sands, de três torres interligadas pelo Sky Park, estrutura horizontal onde há uma piscina com borda infinita. O investimento desse complexo todo que envolve resort, shopping center, centro de convenções, teatros, cassino, restaurantes e museus foi de US$ 5 bilhões.

Outra coisa que chama muito a atenção é o porto marítimo de Cingapura. São centenas e centenas de navios que se avista em uma rápida olhadela. Ao comentar isso em meu retorno ao Brasil, com amigos que ligam com comércio exterior, eles me falaram que se trata do porto mais eficiente do mundo. A cada quatro minutos está entrando ou saindo um navio. É que a cidade é um entreposto comercial dos mais importantes do mundo, servindo como principal porta de entrada para a Ásia.

Cingapura quebra definitivamente o estigma de que só há desenvolvimento em regiões frias, fora dos trópicos. Ela fica a apenas um grau da linha do equador.


As fotos a seguir foram batidas por mim ou por alguém de nosso grupo. Na última foto aparece a piscina que interliga as três torres.




















segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

SAUDADE


Trovas de Bastos Tigre sobre a Saudade:

Saudade, palavra doce,
que traduz tanto amargor!
Saudade é como se fosse
espinho cheirando a flor.

A Saudade é calculada
por algarismos também:
distância multiplicada
pelo fator "querer bem"

Saudade - um suspiro, uma ânsia,
uma vontade de ver
a quem nos vê à distância
com os olhos do bem-querer.

Saudade, meiga Saudade
filha do amor e da ausência,
és a nossa mocidade
durante toda a existência.

Fonte:www.lovers-poems.com

7 dicas para o preparo do café


Meu pai faz um café coado matador - até quando o pó não é lá muito bom - nem a minha mãe consegue superar. Na minha primeira tentativa, lavei a parede de café ao derrubar o coador e desisti. Na viagem a Belo Horizonte, na época do Comida di Buteco, descobri esse coadorzinho individual no Mercadão e tenho me divertido. Hoje, recebi algumas dicas da barista Márcia Matta da cafeteria Casa Pilão, e compartilho com vocês. Pequenos detalhes podem fazer a diferença no preparo daquele cafezinho matinal!

1. Atenção às medidas. A proporção ideal é 4 colheres de pó bem cheias (80g) para 1 litro de água. Lembre-se: café leve não é “chafé”. O principal erro é adicionar muita ou pouca água na extração da bebida para conseguir variação em sua intensidade. Para esses casos, já existem cafés suaves e intensos.

2. Utilize sempre água pura e limpa, filtrada ou mineral.

3. A água deve ser apenas aquecida, numa temperatura entre 90 e 95°C. Ou seja, desligue o fogo, ao primeiro sinal de fervura. A água não pode ferver, pois a perda de oxigênio altera a acidez do café e volatiza seus aromas.

4. E cuidado ao guardar o pó de café. A embalagem fechada deve ser armazenada em um local fresco e limpo. Após aberta, é melhor conservá-la na geladeira, pois a baixa temperatura retarda a oxidação do pó. Se a embalagem for do tipo “almofada”, é melhor descartá-la e colocar o pó em um pote hermético, conservando-o em geladeira. Se a embalagem for a vácuo, você poderá mantê-la desde que esteja bem vedada.

5. Café na térmica nem sempre é bom. Isso porque o café mantém suas características de sabores e aromas no máximo 1 hora se armazenado em garrafa térmica, desde que não esteja adoçado.

6. Esqueça essa história de reaquecer o café. A bebida perde suas características originais de aroma e sabor ao ser resfriada e depois reaquecida.

7. Adoçar com açúcar, adoçante ou puro? Para saborear o café e perceber suas diferentes características e nuances devemos tomá-lo sem açúcar. Se fizer questão, nunca adoce durante o preparo e sim nas xícaras, de acordo com a preferência de cada um que irá beber.


Fonte: por Marcelo Katsuki Site Comes & Bebes

domingo, 16 de janeiro de 2011

Sofia em dia de curtição


Foto tirada do Facebook - Nela, Camila Ellery, Sammya Araújo, Pri Monteiro Praça e Sofia à direita.

Três conselhos...

Um casal de jovens recém-casados, era muito pobre e vivia de favores num sítio do interior. Um dia o marido fez a seguinte proposta para a esposa:

"Querida eu vou sair de casa, vou viajar para bem longe, arrumar um emprego e trabalhar até ter condições para voltar e dar-te uma vida mais digna e confortável. Não sei quanto tempo vou ficar longe, só peço uma coisa, que você me espere e enquanto eu estiver fora, seja FIEL a mim, pois eu serei fiel a você. "

Assim sendo, o jovem saiu. Andou muitos dias a pé, até que encontrou um fazendeiro que estava precisando de alguém para ajudá-lo em sua fazenda.

O jovem chegou e ofereceu-se para trabalhar, no que foi aceito. Pediu para fazer um pacto com o patrão, o que também foi aceito.

O pacto foi o seguinte:

"Me deixe trabalhar pelo tempo que eu quiser e quando eu achar que devo ir, o senhor me dispensa das minhas obrigações.

EU NÃO QUERO RECEBER O MEU SALÁRIO. Peço que o senhor o coloque na poupança até o dia em que eu for embora.

No dia em que eu sair o senhor me dá o dinheiro e eu sigo o meu caminho".
Tudo combinado.

Aquele jovem trabalhou DURANTE VINTE ANOS, sem férias e sem descanso.

Depois de vinte anos chegou para o patrão e disse:

"Patrão, eu quero o meu dinheiro, pois estou voltando para a minha casa."

O patrão então lhe respondeu:

"Tudo bem, afinal, fizemos um pacto e vou cumpri-lo, só que antes quero lhe fazer uma proposta, tudo bem?

Eu lhe dou o seu dinheiro e você vai embora, ou LHE DOU TRÊS CONSELHOS e não lhe dou o dinheiro e você vai embora.

Se eu lhe der o dinheiro eu não lhe dou os conselhos; se eu lhe der os conselhos, eu não lhe dou o dinheiro.

Vá para o seu quarto, pense e depois me

dê a resposta.

Ele pensou durante dois dias, procurou o patrão e disse-lhe: "QUERO OS TRÊS CONSELHOS."

O patrão novamente frisou: "Se lhe der os conselhos, não lhe dou o dinheiro."

E o empregado respondeu: "Quero os conselhos."

O patrão então lhe falou:

1. NUNCA TOME ATALHOS EM SUA VIDA. Caminhos mais curtos e desconhecidos podem custar a sua vida.

2. NUNCA SEJA CURIOSO PARA AQUILO QUE É MAL, pois a curiosidade para o mal pode ser mortal.

3. NUNCA TOME DECISÕES EM MOMENTOS DE ÓDIO OU DE DOR, pois você pode se arrepender

e ser tarde demais.


Após dar os conselhos, o patrão disse ao rapaz, que já não era tão jovem assim:

"AQUI VOCÊ TEM TRÊS PÃES, estes dois são para você comer durante a viagem e este terceiro é para comer com sua esposa quando chegar a sua casa.“

O homem então, seguiu seu caminho de volta, depois de vinte anos longe de casa e da esposa que ele

tanto amava.

Após primeiro dia de viagem, encontrou um andarilho que o cumprimentou e lhe perguntou: "Pra onde você vai?“

Ele respondeu: "Vou para um lugar muito distante que fica a mais de vinte dias de caminhada por essa estrada."

O andarilho disse-lhe então: "Rapaz, este caminho é muito longo, eu conheço um atalho que é dez,

e você chega em poucos dias..“

O rapaz contente, começou a seguir pelo atalho, quando lembrou-se do primeiro conselho, então voltou e seguiu o caminho normal.

Dias depois soube que o atalho levava a uma emboscada.

Depois de alguns dias de viagem, cansado ao extremo, achou pensão à beira da estrada, onde pode hospedar-se.


Pagou a diária e após tomar um banho deitou-se para dormir.

De madrugada acordou assustado com um grito estarrecedor. Levantou-se de um salto só e dirigiu-se à porta para ir até o local do grito.

Quando estava abrindo a porta, lembrou-se do segundo conselho.

Voltou, deitou-se e dormiu.

Ao amanhecer, após tomar café, o dono da hospedagem lhe perguntou se ele não havia escutado gritos durante a noite, e ele respondeu que sim.

O hospedeiro perguntou-lhe se não estava curioso a respeito, e ele respondeu que não.

O hospedeiro prosseguiu: “VOCÊ É O PRIMEIRO HÓSPEDE A SAIR DAQUI VIVO, pois meu filho tem crises de loucura, grita durante a noite... e quando

o hóspede sai, mata-o e enterra-o no quintal.”

O rapaz prosseguiu na sua longa jornada, ansioso por chegar a sua casa.

Depois de muitos dias e noites de caminhada... Já ao entardecer, viu entre as árvores a fumaça de sua casinha, andou e logo viu entre os arbustos a silhueta de sua esposa.

Estava anoitecendo, mas ele pode ver que ela não estava só.

Andou mais um pouco e viu que ela tinha entre as pernas, um homem a quem estava acariciando

os cabelos.


Quando viu aquela cena, seu coração se encheu de ódio e amargura e decidiu-se a correr de encontro aos dois e a matá-los sem piedade.

Respirou fundo, apressou os passos, quando lembrou-se do terceiro conselho.

Então parou, refletiu e decidiu dormir aquela noite ali mesmo e no dia seguinte tomar uma decisão.

Ao amanhecer, já com a cabeça fria, ele pensou:
"NÃO VOU MATAR MINHA ESPOSA E NEM O SEU AMANTE.

Vou voltar para o meu patrão e pedir que ele me aceite de volta.

Só que antes, quero dizer a minha esposa que eu sempre FUI FIEL A ELA".

Dirigiu-se à porta da casa e bateu.

Quando a esposa abre a porta e o reconhece, se atira em seu pescoço e o abraça afetuosamente.

Ele tenta afastá-la, mas não consegue. Então, com lágrimas nos olhos lhe diz: "Eu fui fiel a você e você me traiu..."

Ela espantada lhe responde: "Como? Eu nunca lhe trai, esperei durante esses vintes anos!"

Ele então lhe perguntou: "E aquele homem que

você estava acariciando ontem ao entardecer?"

"AQUELE HOMEM É NOSSO FILHO. Quando você foi embora, descobri que estava grávida. Hoje ele está com vinte anos de idade.“

Então o marido entrou, conheceu, abraçou o filho e contou-lhes toda a sua história, enquanto a esposa preparava o café.

Sentaram-se para tomar café e comer juntos o último pão.


APÓS A ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO, COM LÁGRIMAS DE EMOÇÃO, ele parte o pão e, ao abri-lo, encontra todo o seu dinheiro, o pagamento por seus vinte anos de dedicação!


Muitas vezes achamos que o atalho "queima etapas" e nos faz chegar mais rápido, o que nem sempre é verdade...

Muitas vezes somos curiosos, queremos saber de coisas que nem ao menos nos dizem respeito e que nada de bom nos acrescentará...

Outras vezes, agimos por impulso, na hora da raiva, e fatalmente nos arrependemos depois...


Espero que você, assim como eu, não se esqueça desses três conselhos e que, principalmente, não se esqueça de CONFIAR em DEUS... (mesmo que a vida, muitas vezes já tenha te dado motivos para a desconfiança).



Enviado por Arlindo Almeida/Fortaleza

Dubai é luxo só

Comparações do Burj Khalifa, o prédio mais alto do mundo com 830 metros, e outras edificações no mundo afora. Vejam que esse prédio de Dubai tem a altura de mais de duas vezes do que a altura do famoso Empire State em Nova Iorque.

As fotos a seguir, pela ordem, são do Shopping (2), a terceira do Aeroporto e a última, do edifício mais alto do mundo, o Burj Khalifa, com seus 830 metros de altura. Nele há elevadores que levam do térreo ao andar de número 125 em apenas 60 segundos, ou seja, são mais de dois andares por segundo.
Vale lembrar que em um passado não muito distante Dubai era ocupada por beduínos e pescadores pobres. Mas aí veio o petróleo e o desejo de transformar a cidade em um centro financeiro e turístico modelar. O resultado impressiona.
No meio de toda essa modernidade há ainda as tradições da cultura árabe, onde o homem pode casar com até quatro mulheres (bom, né?), desde que comprove que tem condições financeiras para sustentá-las. O curioso é que a primeira mulher participa da escolha das demais.



























Distrações durante a refeição prejudicam a saciedade, mostra estudo


Por Nicholas Bakalar
The New York Times


Checar e-mails enquanto almoça? Comer assistindo televisão? Você pode acabar comendo mais do que imagina.

Pesquisadores fizeram com que 22 voluntários comessem uma refeição enquanto jogavam paciência no computador, enquanto outras 22 pessoas comiam a mesma refeição no mesmo período de tempo, mas sem estar distraídos. Eles disseram aos participantes que se tratava de um teste sobre os efeitos da comida na memória, mas na verdade estavam analisando o índice de satisfação das pessoas após uma refeição, quanto elas comiam num "teste de gosto" 30 minutos depois e com que sucesso conseguiam se lembrar exatamente do que comeram. Os resultados foram publicados online no "American Journal of Clinical Nutrition".

As pessoas que comiam distraídas não apenas foram as piores em se lembrar do que tinham consumido, mas também se sentiram significativamente menos satisfeitas depois do almoço, mesmo depois que os pesquisadores controlaram fatores como peso e altura. Nas sessões de teste de gosto, meia hora depois, eles comeram cerca de duas vezes mais biscoitos do que os que tinham almoçado mais concentrados, sem jogar paciência.

"Se for possível evitar comer diante de uma tela de computador ou qualquer outra atividade que o distraia, isso pode moderar a tendência a lanchar mais tarde do dia", disse Jeffrey Brunstrom, principal autor do estudo.

Brunstrom, que é pesquisador de nutrição comportamental da Universidade de Bristol, na Inglaterra, disse que o problema reside em relembrar o que comemos.

"A memória desempenha um papel importante em regular o consumo de alimentos", ele disse, "e a distração durante a alimentação causa perturbações nesse sentido".

Tradutor:
Gabriela d'Ávila

sábado, 15 de janeiro de 2011

Lembranças da Confraternização







Chalé onde Jobim fez "Águas de Março" ruiu

MARCELO BORTOLOTI
FOLHA DE SÃO PAULO

A chuva já havia praticamente acabado na manhã de quarta-feira, quando o músico Daniel Jobim, neto de Tom Jobim, presenciou a fúria da natureza como nunca tinha visto antes.
Em duas horas, o rio que margeia o sítio da família, em São José do Vale do Rio Preto, subiu mais de dois metros, encobriu casas e levou tudo o que havia pela frente.
Uma das casas devastadas era o pequeno chalé onde, no princípio dos anos 1970, seu avô compôs a música "Águas de Março" ("É pau, é pedra, é o fim do caminho").
Tom Jobim usou na canção imagens do cotidiano do lugar, como o carro enguiçado de João Gilberto quando foi visitá-lo, o projeto da casa que estava construindo, o tijolo da construção chegando e a chuva que transformava as estradas em lama: "É a lama, é a lama".
As águas de janeiro deixaram um cenário de destruição. Sem luz nem telefone, Daniel, que estava com seu filho de cinco anos, ficou ilhado e incomunicável.
"Não havia Defesa Civil, Polícia, nada, apenas as pessoas por si só, tentando ajudar umas as outras", disse.
Na quinta-feira, seu pai, Paulo Jobim, conseguiu um helicóptero para resgatá-lo. Mas quando estava prestes a pousar no local, Daniel avisou por telefone que havia conseguido escapar por um caminho alternativo. Não houve mortes no local.

Agora cliquem abaixo e escutem "Águas de Março", composta por Tom no local dessa tragédia.


sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Seja um profissional gente boa



Por Cersi Machado

Ninguém conquista êxito profissional sozinho. Os grandes líderes da história não alcançavam suas vitórias isoladamente, eles construíam boas relações com as pessoas. Procure relacionar-se positivamente com as pessoas ao seu redor, dessa forma você terá mais chances de atingir os seus objetivos. Sabemos que a competitividade no âmbito profissional está em alta e, por conta disso, muitas vezes estamos tão focados em cumprir metas e realizar tarefas para elevar a produtividade que acabamos nos esquecendo que o mais importante nesse mundo é a capacidade de nos relacionarmos com as pessoas.

"Três quartos das pessoas com quem você se encontrar amanhã estarão desejosos de simpatia. Demonstre-lhes simpatia e elas o estimarão". (Dale Carnegie)

Procure aplicar essas dicas para estabelecer bons relacionamentos:

- Compartilhe conhecimentos: a cada dia que passa se torna menor o número de pessoas que detêm o conhecimento somente para si. Quando você não compartilha conhecimentos está atrasando o seu próprio progresso. Transmita conhecimentos, compartilhe, ensine e mostre o que você sabe. Se mantiver o conhecimento só para si, não crescerá profissionalmente.

- Seja empático, pratique Rapport: aprenda a escutar as outras pessoas, perceba o outro a partir do mundo dele e demonstre interesse pelos anseios da outra pessoa, isso fará de você alguém agradável.

- Não tenha rival: seja flexível diante de situações conflitantes. Pratique o princípio de estar em harmonia primeiro para depois saber quem está com a razão.

- Comporte-se adequadamente: os profissionais são contratados nas empresas pelos conhecimentos e pelas características técnicas que possuem, mas na maioria das vezes são demitidos pelas atitudes. Quando você trabalha com pessoas diferentes terá que aprender a se comportar de maneira positiva. Evite os comportamentos das pessoas de fracasso: fofocas, conflitos por pequenas coisas, falta de etiqueta, descontrole emocional frequente, desmotivação e vários outros que devem ser evitados.

- Seja cordial: boa educação não custa caro. Trate as pessoas com respeito e se expresse de maneira elegante e sábia. Você nunca ganhará a admiração ou o respeito de alguém se o tratar com má educação.

- Autenticidade: ser congruente com o que diz e faz é ser sincero com você mesmo e com as outras pessoas. Faça isso e com certeza se sobressairá da maioria das pessoas.

- Seja cooperativo: trabalhe em equipe e contribua para que outras pessoas obtenham sucesso. Desenvolva o seu espírito de liderança para ter a cooperação das outras pessoas.

Ser agradável, simpático e cativante são características importantes para todos que desejam destacar-se na vida profissional. Tim Sanders, autor do livro "O Fator Gente Boa", ensina que a simpatia pode ser o grande trunfo para ter relacionamentos felizes e para obter destaque profissional. O autor destaca que não é ser agradável simplesmente, mas ser uma pessoa positiva, generosa e útil.

No livro, ele utiliza uma expressão, chamada de emocionalmente inteligente, a qual se refere às pessoas centradas que conseguem o melhor dos outros e passam melhores impressões. As pessoas que conseguem controlar suas emoções e serem simpáticas com os outros se dão bem com todo mundo, uma questão de educação e de autocontrole.

Portanto, se deseja ter bons amigos, seja amigo. Se desejar ter bons parceiros de negócios, seja parceiro. Se quer ser respeitado, respeite as pessoas. Pense nisso e seja "um profissional gente boa"!

Fonte:www.rh.com.br

Cortar o tempo

Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente.

Carlos Drummond de Andrade

Enviado por Arnaldo Almeida, Fortaleza/Ce

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

QUINDINS NA PORTARIA

Martha Medeiros

Estava lendo o novo livro do Paulo Hecker Filho, Fidelidades, onde, numa de suas prosas poéticas, ele conta que, antigamente, deixava bilhetes, livros e quindins na portaria do prédio de Mário Quintana: "Para estar ao lado sem pesar com a presença". Há outras histórias e poemas interessantes no livro, mas me detive nesta frase porque não pesar aos outros com nossa presença é um raro estalo de sensibilidade.

Para a maioria das pessoas, isso que chamo de um raro estalo de sensibilidade tem outro nome: frescura.

Afinal, todo mundo gosta de carinho, todo mundo quer ser visitado, ninguém pesa com sua presença num mundo já tão individualista e solitário.
Ah, pesa. Até mesmo uma relação íntima exige certos cuidados.

Eu bato na porta antes de entrar no quarto das minhas filhas e na de meu próprio quarto, se sei que está ocupado.
Eu pergunto para minha mãe se ela está livre antes de prosseguir com uma conversa por telefone.
Eu não faço visitas inesperadas a ninguém, a não ser em caso de urgência, mas até minhas urgências tive a sorte de que fossem delicadas.
Pessoas não ficam sentadas em seus sofás aguardando a chegada do Messias, o que dirá a do vizinho.
Pessoas estão jantando.
Pessoas estão preocupadas.
Pessoas estão com o seu blusão preferido, aquele meio sujo e rasgado, que elas só usam quando ninguém está vendo.
Pessoas estão chorando.
Pessoas estão assistindo a seu programa de tevê favorito.
Pessoas estão se amando.
Avise que está a caminho. Frescura, jura? Então tá, frescura, que seja.
Adoro e-mails justamente porque são sempre bem-vindos, e posso retribuí-los, sabendo que nada interromperei do lado de lá.
Sem falar que encurtam o caminho para a intimidade.
Dizemos pelo computador coisas que, face a face, seriam mais trabalhosas.
Por não ser ao vivo, perde o caráter afetivo?
Nem se discute que o encontro é sagrado.
Mas é possível estar ao lado de quem a gente gosta por outros meios.
Quando leio um livro indicado por uma amiga, fico mais próxima dela.
Quando mando flores, vou junto com o cartão.
Já visitei um pequeno lugarejo só para sentir o impacto que uma pessoa querida havia sentido, anos antes. Também é estar junto.
Sendo assim, bilhetes, e-mails, livros e quindins na portaria não é distância: é só um outro tipo de abraço.

DOZES MANDAMENTOS DA MULHER


1- Mulher não mente, e sim omite os fatos.
2-Mulher não fofoca, mas sim troca informações.
3-Mulher não trai, se vinga.
4-Mulher não fica bêbada,entra em estado de alegria.
5-Mulher nunca xinga, apenas é sincera.
6-Mulher não grita, testa as cordas vocais.
7-Mulher nunca chora, lava as pupilas dos olhos com freqüência.
8-Mulher nunca olha para um homem sarado com segundas intenções, apenas verifica suas formas anatômicas.
9-Mulher sempre entende o que homem diz, só pede que explique novamente para testar sua capacidade de raciocínio
10-Mulher não sente preguiça, descansa a beleza.
11-Mulher nunca sofre por amor, e sim entra em contradições com os sentimentos.
12-Mulher nunca engana os homens,pratica o que aprendeu com eles...


Fonte:http://shvoong.com

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

"Histórias" de Homens Casados....

Um homem colocou nos classificados:
- "Procura-se esposa".
No dia seguinte ele recebeu centenas de cartas. Todas diziam a mesma coisa:
- "Pode ficar com a minha".

O filho pergunta para o pai:
"Papai, quanto custa para casar?"
E o pai responde:
"Não sei, filho, ainda estou pagando".

O filho:
- "Pai, é verdade que em algumas partes da África o homem não conhece sua
esposa até casar com ela ?".
O pai:
- "Aqui também é assim, filho".

Enviado por Joseoly Moreira, Fortaleza/Ce

DEUS CAPACITA OS ESCOLHIDOS

Conta certa lenda,
que estavam duas crianças
patinando num lago congelado.
Era uma tarde nublada
e fria e as crianças brincavam despreocupadas.
De repente, o gelo se quebrou
e uma delas caiu,
ficando presa na fenda que se formou.
A outra, vendo seu amiguinho preso
e se congelando, tirou um dos patins
e começou a golpear o gelo com todas
as suas forças, conseguindo por fim
quebrá-lo e libertar o amigo.
Quando os bombeiros chegaram
e viram o que havia acontecido,
perguntaram ao menino:
- Como você conseguiu fazer isso?
É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo,
sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis!
Nesse instante, um ancião que passava pelo local,
comentou:
- Eu sei como ele conseguiu.
Todos perguntaram:
- Pode nos dizer como?
- É simples - respondeu o velho.
- Não havia ninguém ao seu redor,
para lhe dizer que não seria capaz

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

PORQUE O JUIZ TEM QUE OUVIR AS DUAS PARTES...RSRSRS

Seu Zé, mineirinho, pensou bem e decidiu que os ferimentos que sofreu num acidente de trânsito eram sérios o suficiente para levar o dono do outro carro ao tribunal.
No tribunal, o advogado do réu começou a inquirir seu Zé:

- O Senhor não disse na hora do acidente 'Estou ótimo'?

E seu Zé responde:

- Bão, vô ti contá o que aconteceu. Eu tinha acabado di colocá minha mula favorita na caminhonete...

- Eu não pedi detalhes! - interrompeu o advogado.
- Só responda à pergunta: O Senhor não disse na cena do acidente: 'Estou ótimo'?

- Bão, eu coloquei a mula na caminhonete e tava descendo a rodovia...

O advogado interrompe novamente e diz:

- Meritíssimo, estou tentando estabelecer os fatos aqui. Na cena do acidente este homem disse ao patrulheiro rodoviário que estava bem. Agora, várias semanas após o acidente ele está tentando processar meu cliente, e isso é uma fraude. Por favor, poderia dizer a ele que simplesmente responda à pergunta.

Mas, a essa altura, o Juiz estava muito interessado na resposta de seu Zé e disse ao advogado:

- Eu gostaria de ouvir o que ele tem a dizer.

Seu Zé agradeceu ao Juiz e prosseguiu:

- Como eu tava dizendo, coloquei a mula na caminhonete e tava descendo a Rodovia quando uma picape travessô o sinal vermeio e bateu na minha Caminhonete bem du lado. Eu fui lançado fora do carro prum lado da rodovia e a mula foi lançada pro outro lado. Eu tava muito ferido e não podia me movê. Mais eu podia ouvir a mula zurrano e grunhino e, pelo baruio, percebi que o estado dela era muito feio. Em seguida o patrulheiro rodoviário chegou. Ele ouviu a mula gritano e zurrano e foi até onde ela tava. Depois de dá uma oiada nela, ele pegou o revorve e atirou 3 vezes bem no meio dos ôio dela. Depois ele travessô a estrada com a arma na mão, oiô para mim e disse:

- Sua mula estava muito mal e eu tive que atirar nela. E, como o senhor está se sentindo?

- Aí eu pensei bem e falei: ... Tô ótimo!




Enviado por Arlindo Almeida/Fortaleza